Pastor é sequestrado pelo Boko Haram na Nigéria

da Associação Cristã da Nigéria (CAN, da sigla em inglês), Lawan Andimi, foi sequestrado pelo Boko Haram e teve um vídeo divulgado pedindo a intervenção das autoridades do estado de Adamawa. Na mensagem enviada, ele garantiu que está sendo tratado com humanidade, tem um lugar decente para dormir e recebe boa comida. Ele pediu que a esposa fosse paciente e que cuidassem dos filhos dele. O cristão enfatizou à família e aos colegas da CAN que confia na soberania de Deus. Pediu para não se entristecerem, já que independente de ser libertado ou não, a vontade do Senhor seria feita.

De acordo com o blog do jornalista Ahmed Salkida, o sequestro do líder cristão aconteceu durante um ataque do grupo extremista na cidade de Michika, no dia 3 de janeiro. A invasão aconteceu durante a noite, por comboios de caminhões, homens disfarçados de militares e armados.  Além de sequestrarem o líder cristão, os membros do Boko Haram vasculharam a cidade em busca de alimentos e objetos de valor.

A Nigéria ocupa a 12ª posição na Lista Mundial da Perseguição de 2019, o nível de violência no país chegou ao índice máximo de 16,7 pontos, de acordo com as pesquisas realizadas pela Portas Abertas.  Os cristãos do país enfrentam constantes ataques de extremistas islâmicos como Boko Haram e pastores de cabra fulani. A nação também é penalizada com a instabilidade política, insegurança e corrupção desenfreada.

Pedidos de oração

– Interceda pelo pastor Lawan Andimi. Peça que Deus derrame a paz e a sabedoria sobre ele. Para que mesmo sequestrado, ele possa propagar o nome de Cristo aos integrantes do Boko Haram.
– Ore pela família e igreja do líder cristão, para que o Senhor dê esperança e confiança neste momento de espera. Que todas as necessidades deles sejam supridas.
– Clame para que as autoridades tenham interesse, sabedoria e entendimento nas negociações pela vida do pastor. (Com informações da CPAD News)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *